Não perca

Montar: é para ser divertido?


Com certeza! Especialmente para quem monta como Hobby! Se a atividade não for para se divertir, qual seria o sentido?

A única coisa que você deve ter em mente é
o que é diversão para você.

Saiba que cada pessoa, por passar por diferentes experiências e momentos em cima do cavalo, pode mudar o sentido de diversão na equitação. Assim como qualquer coisa que valha a pena, haverá momentos em que você vai ter consciência que está divertido e outras vezes, não. Entretanto, mesmo que não haja nenhum nenhum objetivo específico como um campeonato em vista, ou as coisas não estejam indo tão bem quanto você esperava, ainda assim as coisas podem ser divertidas.

Nesses momentos, pode ser necessário ativar a parte mais dedicada, perseverante e teimosa de você. Principalmente se estiver lutando para ir além de suas limitações, talvez até odiando o que está acontecendo entre você e seu cavalo, mas deve manter o foco no conhecimento (e não apenas a esperança), para conseguir fazer o que precisa ser feito. Com isso você e o seu cavalo se beneficiarão a longo prazo.

Eu imagino que a maioria de nós passou por um período bem difícil em nossas carreiras de cavaleiros e amazonas. Talvez passamos por situações que nos tiraram da nossa zona de conforto e segurança quando tentamos aprender uma nova habilidade ou tivemos alguma dificuldade em mudar de categoria, e de fato, fazendo com que o cavalo se esforce ainda mais. Acontece.

Durante esses momentos, há três coisas que podemos fazer:

1 – Tenha os pés no chão.

Isso que dizer que devemos ter clareza de onde estamos e para onde queremos ir. Ter um ótimo instrutor que possa orientar o caminho e estar lá com você enquanto passa pelos desafios e indicar estratégias de como chegar.

Na equitação somos um conjunto, cavalo e cavaleiro, ambos com forças e fraquezas diferentes. Toda situação é única. Um instrutor terá experiência e as técnicas para ajudá-lo no que precisa ser feito.

2 – Mude o que está fazendo.

Às vezes, basta mudar o exercício por um momento. Faça outra coisa diferente do que você estava fazendo e depois volte ao desafio. Outras vezes a melhor forma é recomeçar do zero. Você pode escolher subir a colina (literalmente, se onde você monta tem colinas) e deixar o desafio para um momento mais apropriado ou escolher testar sua habilidade nas competições, onde há mais adrenalina e invariavelmente, mais energia e entusiasmo.

Em qualquer das escolhas não sinta que “tem quefazer determinada coisa ou você tornará o esporte insuportável. Seja criativo, encontre uma maneira de resolver e volte para o desafio com uma perspectiva diferente. Embora você não deva ignorar o problema, pode ser útil afastar-se por um momento e voltar para ele mais tarde com novas perspectivas

3- Siga em frente em alta rotação.

Se tudo mais falhar, pode ser hora de você colocar ainda mais esforço do que antes. Às vezes, a única maneira que você pode fazer a mudança necessária é se comprometer com a tarefa até que você alcance o avanço desejado.

Não estou dizendo que você precisa se tornar exigente em relação a sua equitação. Muito pelo contrário. As habilidades mais difíceis podem exigir que você seja extremamente sutil e tenha mais controle do seu próprio corpo.

Mas ter o compromisso é fundamental. Por exemplo, quando eu estava aprendendo a usar o assento, eu tive que treinar com muito mais afinco para ativar a parte inferior das costas e do quadril do que eu já tinha feito antes. Lembro-me não só do esforço que levou. Mas dos diferentes cavalos que montei até conseguir sentir ativar e controlar o meu assento. Eu cometi erros e mais erros, melhorando tão lentamente que não foi uma tarefa fácil. Mas me mantive determinada com o compromisso de adquirir a nova memória muscular e valeu a pena.

Para tudo! Mas onde está a diversão nisso?

Bem, para mim, adquirir novas habilidades é bem divertido. Não há melhor sensação do que perceber que passamos por um nível de desenvolvimento que permite que você esteja melhor do que antes.

Aprimorar o conjunto, principalmente com o nosso cavalo, é a melhor diversão. Não há melhor sensação do que ser parceiro com o cavalo e se mover de maneira natural, livre e equilibrado ao mesmo tempo.

Notar que o cavalo melhora o desempenho e se sente melhor também com os nossos comandos é muito divertido. Não há nada melhor do que saber que você pode ser o tipo de cavaleiro que permite que o seu cavalo se sinta bem em baixo de você.

E, por fim, não há melhor recompensa do que descobrir que as mudanças que você fez afetam positivamente seu cavalo – mental, fisicamente e emocionalmente. Também, porque é divertido ser o melhor atleta equestre que possamos ser, pelo bem do nosso cavalo. E esta, sem dúvidas para mim, é a melhor parte da diversão.

 


Se gostou compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são necessários *

*

Paste your AdWords Remarketing code here