Não perca

O que significam as ajudas de perna?


As ajudas são as maneiras com as quais nós nos comunicamos com o cavalo. As ajudas “naturais” são aquelas utilizadas pelos cavaleiros sob o cavalo sem qualquer intervenção. E as pernas são os meios mais comuns que temos para nos comunicar com eles. Todos os cavaleiros usam as pernas para passar mensagens. No sentido comum, as pernas  costumam significar avançar, ir mais rápido ou mudar de andadura.

Felizmente, existem muitos outros usos para os comandos feitos com as perna. Usá-los para dizer “VAI” é importante quando você é um cavaleiro iniciante e está começando a aprender como funcionam as várias ajudas. No entanto, à medida que você desenvolve suas habilidades, as ajudas evoluem e se tornam menos intrusiva e mais específicas. Em vez de usar as pernas apenas para que o cavalo ande mais rápido ou faça uma transição de andadura, vamos descobrir outras mensagens que podem ser dadas com comandos de pernas mais sofisticados.

Embora existam muitas variações de como usar a ajuda das pernas, vamos abordar o seu propósito neste artigo. Contudo, é importante lembrar que as outras ajudas (peso do corpo, mãos, assento) devem ser utilizados juntamente com as pernas para todos os movimentos. Mas aqui vamos analisar apenas as pernas.

– O que as ajudas de perna não significam necessariamente:

a) Mudança de andadura: Os cavaleiros são ensinados desde cedo que as pernas devem ser posicionadas de maneiras especificas para indicar a mudança de andadura. Embora este seja um método eficaz para comunicar as transições para o cavalo, os cavaleiros muitas vezes confundem a forma para pedir uma mudança de andadura com o uso da força das pernas. E logo, o cavalo aprende, “pernada forte = transição” e começa a mudar a andadura com qualquer uso de perna.

Inicialmente, pode até parecer que uma mudança rápida de andadura é desejável, mas no entanto, você acaba tirando a sensibilidade do seu cavalo que não consegue mais reconhecer sutis e importantes comandos de perna. Para obter uma transição fluida é importante usar corretamente a ajuda das pernas, mas lembrando sempre de iniciar o movimento com o uso do assento.

b) Mudança da velocidade: é algo diferente da mudança de andadura tratada acima. Se o cavalo não pode mudar a andadura em resposta à perna, então certamente ele vai aumentar a velocidade dentro da mesma andadura! O problema é que ao permitir que o cavalo vá mais rápido, de repente você pode ampliar muito e sair do equilíbrio. A meia parada pode se tornar difícil de fazer e muitas vezes você acaba puxando o cavalo para abrandar e recuperar o equilíbrio. Mais uma vez é importante não apenas usar a perna mas também regular o tempo com o seu assento.

C) Dor: As pessoas geralmente pensam que é necessário dar pernadas fortes. Mas usar a perna de forma agressiva é injusto se estiver sendo usado para causar dor. Assim como qualquer outra ajuda, pernadas (e esporas) devem ser usadas como um método de comunicação e não para causar desconforto ou angústia ao cavalo.

– Então, afinal, o que elas significam:

a) Vá (impulsão)!: O comando de perna diz ao cavalo para dar um passo mais profundo para debaixo do corpo com as patas traseiras. Pode haver ou não uma mudança de andadura envolvida. No entanto, a intensidade da perna não deve mudar, e nem a alteração da andadura deve ser iniciada apenas pelas pernas. As ajudas de pernas devem resultar em um efeito de reunião leve pelo cavaleiro ao cavalo, que  engaja a garupa e proporciona uma andadura mais forte e mais ativa. Isso é bom!

b) Alcance ao bridão (flexão longitudinal): As duas pernas podem encorajar um cavalo a levantar as costas. Junto com a impulsão, o cavalo pode aprender a permitir que a energia vá além da linha superior. Então o movimento levanta, arredonda e, portanto, permite que o cavalo vá para frente e alcance o bridão.

c) Curvatura (flexão lateral):  A ajuda da perna permite que o cavalo dobre “através” da caixa torácica. O espaço que é criado por um deslocamento lateral das costelas permite que o cavalo traga a pata traseira interior mais para baixo do corpo. Isto é muito útil para o cavalo se equilibrar melhor nas voltas e cantos.

d) Movimento lateral: A ajuda de perna é fundamental para pedir ao cavalo para fazer um movimento de forma lateral. Estas ajudas de perna são usadas para movimentos tais como passagem, meia passagem e passagem completa. Tenha em mente que as pernas são apenas uma parte do processo de comunicação global que vai ajudar o cavalo. Se nós formos claros em porque nós usamos ajudas da perna, o “como” torna-se mais fácil e faz mais sentido.

Então, você pode pensar em outras maneiras que as ajudas de pernas podem ser ou não úteis aos cavalos?


Se gostou compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são necessários *

*

Paste your AdWords Remarketing code here